O mercado

 

 

O arquiteto tem seu valor reconhecido desde os primórdios por serem grandes construtores dos faraós, agregando com suas soluções criativas, valor, beleza às construções. Nos dias de hoje além de tudo isto o Arquiteto propicia também à construção, economia e praticidade, comparando às obras concebidas sem ele que ele que se mostram inexpressivas e ineficazes no papel social.

É bom ressaltar que todo o processo produtivo da construção civil, o Arquiteto é o único profissional que estuda durante toda a sua formação as disciplinas de Projeto, Conforto Ambiental, Acústica, Ergonomia, entre outras, o que lhe conferem um potencial inigualável para o desenvolvimento de projetos da construção civil, urbanístico ou intrínsecos como um mobiliário, um ambiente um edifício uma praça ou um loteamento.

Vale lembrar que todo o empreendimento tem no inicio planejamento no papel, pois nessa fase já se verifica elementos que serão determinantes ao sucesso do investimento, assim se tivermos um profissional experiente como projetista e administrador da obra já partimos da premissa de bons negócios. O planejamento remete à um excelente resultado estético com investimentos adequados e um mínimo de perdas, que vai de encontro aos anseios, em tempos onde o dinheiro é o mais precioso das matéria primas.

A construção civil tem um índice estatístico médio de perda de materiais na ordem de 30%, índice este que pode diminuir significativamente com a contratação de um bom profissional para gerir todas as etapas de sua obra, portanto investindo na administração de uma obra gera-se ao contrario do que se pensa, economia ao invés de despesa.

O profissional experiente alem de solucionar os problemas na fase de execução, garante também para sua maior tranqüilidade, a ausência deles no futuro.